Para clientes que são emitentes de Nota Fiscal Eletrônica, deixamos aqui uma orientação de como interpretar os totais exibidos no relatório comercial.

Como exemplo, vamos supor que você queira consultar os totais de vendas realizadas por emissão de NF-e em determinado dia/período.

Para isso vamos utilizar os seguintes parâmetros:

Para gerar, é só clicar neste botão:

Relatório gerado. Acesse o botão Colunas e selecione as que desejar.

Para este exemplo, iremos escolher as colunas: Acréscimo, Desconto, Total Bruto, Total Líquido, Total Produtos e Valor Frete.


Vamos usar de exemplo os valores obtidos na aba Totais de uma NF-e.



  1. Total Produtos: Vr. unitário x quantidade do produto


2. Total Bruto: Total produtos + Acréscimo+ Total frete + Total seguro + Outras despesas - Desconto.

Aplicando no exemplo representado:
614,53 (Total produtos) + 27,02 (frete) = 641,55


3. Total Líquido: Será o valor Total da Nota ou Valor Liquido da Fatura.

Neste totalizador aqui temos uma informação muito importante, pois como se trata de uma NF-e, caso essa possua valor total de IPI e a empresa não possuir nenhuma regra fiscal especifica (consultar sempre o seu contador) o valor será considerado e o cálculo ficará assim:

Total produtos + Acréscimo+ Total frete + Total seguro + Outras despesas + IPI -Desconto.

614,53 (Total produtos) + 27,02 (Frete) + 49,15 (Total IPI) = 690,70


Bom, então vamos para a análise do totalizador do relatório.
Porque neste caso o Total Bruto é menor que o Total Líquido?

Porque para a formação do Total Líquido estarão inclusos os valores de frete + impostos.

Caso ainda possua alguma dúvida, não deixe de entrar em contato com nosso suporte técnico.
É sempre um prazer ajuda-los!

Encontrou sua resposta?